LOGIN: 
SENHA: 


Vegetação, Hidrografia e Clima

O Município apresenta dois tipos básicos de vegetação natural: campo e floresta tropical.

Os campos são constituídos por gramíneas rústicas, predominando a "barba de bode" e elementos arbustivos baixos, de caule retorcido e casca grossa. Este tipo de vegetação se distribui tanto em topos de morros como em vertentes das colinas, em zona urbana e rural.

A floresta tropical é pouco densa, permitindo a fácil penetração de luz solar, favorecendo o aparecimento de vegetação arbustiva e herbácea. Devido a altitude, há ocorrência de pinheiros (araucária, angustifólia) formando pequenos agrupamentos ou, isoladamente, no meio da mata. Partes das serras de São Domingos, do Selado e de Poços de Caldas encontram-se cobertas por este tipo de floresta.

A bacia hidrográfica do Município é representada pelo Rio Pardo, tendo como afluente principal o Rio Lambari.

As principais drenagens observadas no Planalto de Poços de Caldas mostram um padrão do tipo ramificado de escoamento lento. Tais características são observadas na parte central do referido planalto, enquanto as bordas mostram rupturas topográficas mais abruptas, permitindo a ocorrência de saltos, cachoeiras e cataratas.

O grande dreno do Planalto é o Rio das Antas, que adentra nosso Município nos limites com o Município de Andradas, passa pela Alcoa, é barrado na represa do Bortolan, forma o Véu das Noivas, passa pelo Estádio Municipal, recebe o Ribeirão de Poços, forma as cascatas das Antas e Andorinhas e já com o nome de Rio Lambari, deságua no Rio Pardo.

Entre os principais rios da região pode-se citar o Rio Pardo, tendo como afluentes o Rio Lambari no município de Poços de Caldas, o rio Verde e o Taquari no município de Caldas. No território do município destacam-se o rio Pardo; o Rio Lambari, o Ribeirão de Poços e os córregos da Serra e de Caldas, que cortam toda a zona urbana do Município, O Ribeirão do Cipó e o Ribeirão da Ponte Alta que forma a represa Saturnino de Brito.

O clima de Poços de Caldas, segundo a classificação de Koppen é do tipo Cwb - mesotérmico com inverno seco e verão brando. O clima local pode ser classificado como subtropical, diferenciando-se dos registrados no Sul do Brasil principalmente pela irregularidade pluviométrica.

Duas estações climáticas típicas são definidas: o inverno de abril a setembro, com temperaturas mais baixas e menores índices pluviométricos (temperatura média de 15º C e total de 315 mm de chuvas) e o verão de outubro a março com temperaturas mais elevadas e maiores precipitações (temperatura média de 21º C e total de 1430 mm de chuvas). A média pluviométrica anual é de 1745 mm e a temperatura média é de 17,6º C. As temperaturas mínima e máxima absolutas registradas foram de 6,0º C negativos e de 31,7º C positivos respectivamente.

A umidade relativa média é de 79%, e o número de dias de chuva de aproximadamente 190. Ocasionalmente ocorrem geadas, principalmente durante os meses de maio, junho e julho.

Os ventos se apresentam como moderados, na direção NE e com velocidade de 10 a 15 Km/hora. Com a entrada de frentes frias no Planalto a direção dos ventos pode se inverter passando a SW - W.

MAIS FOTOS
PORTAL POÇOS NA REDE.COM - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. Email: [email protected]